TypeScript: o superpoder do JavaScript

AplicativosDesenvolvimentoSoftwareTecnologia

Se você trabalha com desenvolvimento de software, sabe que todas as ferramentas que otimizam o tempo e melhoram a qualidade das suas entregas são muito importantes. 

E é assim com o TypeScript, um verdadeiro superpoder do JavaScript! 

Hoje, quem assume a autoria do nosso Blog é o Ernesto, Desenvolvedor aqui na nata.house. 

Confira! 

O TypeScript surge como um superconjunto do JavaScript que adiciona funcionalidades que nativamente não estão disponíveis ou são de difícil implementação, como tipagem de dados.

Nativamente o JavaScript é uma linguagem de tipagem dinâmica, ou seja, não precisamos definir um tipo de dado específico ao criar uma variável. Um exemplo disso é que o JS escolhe de forma dinâmica o tipo que vai usar, podendo até mesmo alterar durante o processo de execução.

Com o TypeScript podemos adicionar esta camada e passar a “tipar” nossas variáveis.

Quais são os tipos de dados? 

Um tipo de dado é basicamente algo do mundo real que representamos computacionalmente como números, palavras, entre outros.

Tipos de dados mais comuns

Computacionalmente, existem alguns tipos de dados que podem variar, dependendo do tipo de linguagem utilizada. Alguns são bastante comuns a quase todas as linguagens atuais:

  • String: é um tipo básico que representa uma sequência de caracteres, como uma palavra ou frase. No geral são escritas entre aspas simples(”) ou duplas(“”)
  • Number: representa os números
  • Boolean(Lógico): é um tipo que representa basicamente dois valores (estados) considerados como verdadeiro ou falso (0 ou 1)

OBS: No tipo number pode haver uma divisão entre inteiros e reais. Em JavaScript, este tipo representa números no geral.

Quais os benefícios do TS?

Sem dúvidas, a grande vantagem da ferramenta é prever erros ainda durante o processo de desenvolvimento.

Outro caso seria criar uma função imprimir que recebe texto como parâmetro do tipo string.

Vamos pensar que, durante o desenvolvimento, o programador A chamou a função em outro trecho de código, e em tempo real, o código apontou um erro, pois o parâmetro que foi passado tem tipo diferente do esperado pela função.

Ou seja, ainda durante o processo de codificação, este programador tem a possibilidade de rever o parâmetro passado ou a própria declaração de tipo no parâmetro da função. 

Isso é muito positivo, pois naquele momento, já seria possível rever esse trecho e evitar publicar códigos com erro para refação futura. 

Além da tipagem, o TS é um facilitador da programação orientada a objetos com o JS. Isso exige um grande arranjo ao tentar aplicá-lo nativamente com o JS. 
Mas esse é um papo para outro post, né? 😉

E você? Usa o TypeScript no seu dia a dia de programação? Consegue ver na prática os benefícios da tipagem no JS? Conta pra gente!

___

___

Nossa especialidade é construir aplicações com excelência e que realmente contribuam para o desenvolvimento e crescimento dos nossos clientes. Somos defensores de boas práticas que promovem o desenvolvimento com qualidade, e por isso, a organização está presente em todos os nossos processos. 

É hora da sua equipe de tecnologia partir para o próximo nível e nós podemos ajudar. 

Quer saber mais sobre como a nata.house pode contribuir para o crescimento do seu negócio? Fale com um dos nossos especialistas! 

Receba conteúdos sobre inovação digital, novas tecnologias, design e desenvolvimento.

Entre em contato

Telefones

+55 31 98426-5166

+55 31 4042-1001

Endereço

R. Paraíba, 330, sala 1006

Belo Horizonte - MG - Brasil